fbpx

Um novo estudo sugere que a meditação da atenção plena pode ajudar a diminuir a pressão ocular em pacientes com glaucoma e melhorar a qualidade de vida, diminuindo os hormônios do estresse.  Pacientes com glaucoma têm numerosos problemas que podem causar danos ao nervo óptico, incluindo aumento da pressão ocular. Esse dano pode reduzir permanentemente a visão. Se o glaucoma não for tratado, pode levar à cegueira total. O glaucoma afeta 65 milhões de pessoas em todo o mundo, e estima-se que 10% delas sejam cegas.

O novo estudo incluiu 90 pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto, a forma mais comum da doença. Um grupo de pacientes praticava a meditação baseada na atenção, que envolve estar atento ao momento presente de maneira não julgadora e com consciência da respiração. Esse grupo teve uma sessão diária por 21 dias por 60 minutos, sob a supervisão de um professor de meditação certificado. O outro grupo não meditou. Ambos os grupos continuaram a tomar colírios para diminuir a PIO.

Os pacientes foram monitorados quanto à PIO, qualidade de vida , hormônios e mediadores químicos relacionados ao estresse. No final de três semanas, os meditadores tinham reduzido significativamente a PIO em comparação com aqueles que não meditavam. O estudo constatou que 75% dos pacientes que praticavam meditação apresentaram queda de pressão ocular superior a 25%. Os pacientes que participaram da meditação também tiveram uma redução significativa nos mediadores químicos relacionados ao estresse e relataram uma qualidade de vida significativamente melhor após três semanas, em comparação com aqueles que não meditaram. Não houve mudança estatisticamente significativa na pressão intra-ocular, qualidade de vida ou produtos químicos relacionados ao estresse no grupo que não meditou.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos ajudá-lo.